Tollarp, Sweden

A maior na região nórdica

Em Tollarp, a Orkla Foods produz 18.000 toneladas de geleia, marmelada e molho todo ano. Cinco novos produtores de alimentos personalizados da Tetra Albatch™ estão tornando a produção mais flexível e a manutenção mais fácil do que antes.


Um aroma doce e delicioso paira no ar na fábrica da Orkla Foods, em Tollarp, Skåne, 18 km ao sul de Kristianstad. Lá, está situada a maior fábrica de geleia da região nórdica. A equipe de 55 pessoas produz, em sua maioria, geleias e marmeladas das marcas Önos, Felix, Bob e Den Gamle Fabrik, além de molho de maçã e compota.

Estavam produzindo a geleia de airela vermelha Felix quando chegamos para nossa visita. A produção de geleias e marmeladas é um processo relativamente simples, que envolve poucos elementos. Frutas e bagas de vários tipos e açúcar chegam por caminhão várias vezes por semana. Os ingredientes são pesados durante o processo de preparação. As airelas vermelhas congeladas são colocadas em enormes bandejas de alumínio redondas com rodas, conhecidas como carrinhos, com capacidade para até 300 kg. Esses carrinhos são então elevados e o conteúdo é descarregado em um funil alimentador na parte superior do tanque, um Tetra Albatch. Oito carrinhos com airelas vermelhas são usados para um único lote, e são necessários 20 lotes para produzir os 60.000 vidros de 800 g cada que eles estão produzindo hoje.

Os ingredientes são processados nos enormes tanques produtores de alimentos por aproximadamente 48 minutos no total e são fervidos por um minuto a uma temperatura de 85 °C. O açúcar, na forma seca ou líquida, é bombeado nos tanques, e ácido cítrico é adicionado. O açúcar tem autopreservação; assim, é necessária apenas uma pequena quantidade de conservante. Quando a geleia de airela vermelha fica pronta, ela é bombeada nas linhas de envase, onde garrafas de vidro são envasadas com a geleia e rotuladas.

Em 28 de outubro de 2015, uma nova fábrica foi inaugurada, com equipamento de processo da Tetra Pak. Os cinco tanques de fervura foram construídos especialmente para a produção de geleias da Orkla Foods. Um vidro de observação no final de cada tanque foi um dos vários detalhes especificamente solicitados quando os cinco tanques foram pedidos. O tempo de fervura preciso varia de acordo com a qualidade das airelas vermelhas, e o vidro permite que o operador avalie o progresso do processo e veja quando a geleia está pronta.

"Antes, tínhamos um equipamento cuja manutenção era caríssima. Ele permanecia totalmente não funcional durante a manutenção, era difícil de limpar porque muitas partes localizavam-se próximas ao chão e era impossível prever quando o serviço seria necessário. Como resultado, frequentemente éramos forçados a replanejar a produção com pouca antecedência", diz Erik Wendel, gerente local da Orkla Foods em Tollarp.

Lars Svensson, Tetra Pak e Erik Wendel, Orkla Foods

Lars Svensson, Tetra Pak e Erik Wendel, Orkla Foods

Os novos tanques foram erguidos a 40 cm do chão, e válvulas foram colocadas na parte de trás, facilitando consideravelmente a limpeza e o serviço. Uma entrada de inspeção bem grande também facilita a manutenção. Outra diferença é que a linha não precisa ser interrompida para manutenção; só é necessário desconectar um tanque de cada vez. A capacidade máxima é, teoricamente, a mesma da solução anterior, mas em termos meramente técnicos é superior, uma vez que é mais flexível.

"Agora, temos mais opções de combinações na produção. Podemos operar cinco tanques para uma linha de envase, ou quatro mais um, ou três mais dois; é muito mais flexível do que antes. Isso nos está permitindo preparar nossa produção para o futuro", explica Erik.

Permitir que a Tetra Pak instalasse o novo equipamento não foi, de maneira nenhuma, uma decisão imediata. Os produtores de alimentos a serem substituídos, aqueles que estavam causando tanta insatisfação na Orkla Foods, eram da Foodtech. Na verdade, nós adquirimos essa solução e a desenvolvemos para criar a Tetra Albatch.

"A Tetra Pak teve uma dura batalha a enfrentar, já que já tínhamos experimentado a solução deles. Sendo assim, tiveram que nos dar uma série de explicações para nos ajudar a entender como as melhorias poderiam ser feitas", afirma Erik.

"Levamos nossos engenheiros para que pudessem ter discussões técnicas e ouvimos o que nossa equipe de produção queria. Depois, usamos um equipamento padrão, porém personalizado, para que pudéssemos atender às solicitações da Orkla", diz Lars Svensson, gestor de clientes nórdicos da Orkla Foods.

Manutenção, capacidade, operação, flexibilidade e facilidade de serviço foram os critérios mais importantes para o novo equipamento. O custo total durante a vida útil do equipamento foi uma consideração mais importante que o preço.

"Ele permanecerá aqui de 20 a 25 anos, então o custo total de propriedade é importante", diz Erik. A Orkla Foods investiu quase 55 milhões de coroas suecas em um novo processo de fervura, uma nova linha de envase, uma linha de empacotamento robotizada, equipamento de rotulagem e renovação das instalações da fábrica da Tollarp nos último dois anos.

"Nossa taxa de investimento tem sido alta devido ao nosso tamanho, mas precisávamos muito investir. Se quisermos continuar a existir, precisamos investir e nos posicionar como um centro de excelência no que diz respeito a geleias e marmeladas", afirma Erik.

Lars considera que clientes como a Orkla têm muito a ganhar com o nosso conhecimento. Neste caso, temos qualificações de ponta na área de Alimentos prontos, e novos produtos foram lançados no início de 2016 e foram testados pela Orkla em nosso Centro de desenvolvimento de produto (PDC).

"Estamos trabalhando cada vez mais de perto com nossos clientes para ajudá-los a desenvolver seus processos e seus negócios. Devemos garantir que nossos clientes tenham total acesso às nossas habilidades", diz Lars.

"Temos que provar todos os dias que merecemos nosso lugar no grupo. Hoje, somos uma fábrica eficiente, robusta e lucrativa. Chegamos para ficar, então é ótimo que possamos nos envolver nas discussões desde o estágio inicial, quando a Tetra Pak desenvolve novos equipamentos, como o Tetra Vertico®", diz Erik.