OPERAÇÕES DA TETRA PAK

Queremos que nossas próprias operações sejam uma referência global. Isso significa maximizar a eficiência e minimizar o desperdício por meio da fabricação de nível mundial, usando e investindo em energia renovável e utilizando "edifícios verdes" certificados.

Metas científicas

Fizemos o compromisso de reduzir nossas emissões operacionais de gases do efeito estufa em 42% até 2030 e 58% até 2040 com base nos números de 2015. Essa meta é certificada pela Science Based Target (SBT), o que garante que façamos as mudanças necessárias para ajudar a manter o aquecimento global abaixo do limite perigoso de dois graus. De acordo com nossos números mais recentes, estamos no caminho de alcançar essas metas.

Rumo à eletricidade 100% renovável

Encaramos a energia renovável como essencial para nossa estratégia de redução de carbono, e temos a meta ambiciosa de utilizar eletricidade 100% renovável até 2030 por meio de um compromisso público com o RE100. Por meio do fornecimento e da geração de eletricidade renovável, a Tetra Pak tem a oportunidade de ajudar a estimular a transição para uma economia com baixas emissões de carbono em muitos dos países geograficamente diversos em que operamos.

Em 2019, o uso de eletricidade renovável em nossas operações aumentou de 55% em 2018 para 69%. Estamos no caminho de cumprir nossas metas de RE100 de 80% até 2020 e 100% até 2030. Todas as nossas fábricas de conversão na UE já estão usando 100% de eletricidade renovável. Comissionamos um total de mais de 1600 kW de capacidade solar fotovoltaica em nossas fábricas em Rayong, Tailândia e Denton, EUA. Isso representa mais de 5.000 painéis solares.

Eficiência energética

Nosso uso total de energia foi mantido relativamente estável nos últimos anos. Ele cresceu apenas 2% desde 2010, apesar dos aumentos significativos na produção e da adição de novas instalações, graças a melhorias na eficiência energética. Nosso programa de auditoria energética é um dos principais contribuintes para esse aumento de eficiência, alcançando uma economia total de 345 gigawatts-hora desde 2010 e evitando o que de outra forma teria sido um crescimento no uso de energia de 23%.

Pessoas em círculo, funcionários da Tetra Pak

World Class Manufacturing

Em 2019, comemoramos 20 anos de World Class Manufacturing (WCM – fabricação de nível mundial), uma abordagem sistemática para reduzir o desperdício, minimizar a perda de água, melhorar a eficiência e reduzir o consumo de energia. Aplicado em todas as nossas operações, levou a uma redução de 62% no total de resíduos e a um aumento de três vezes na produtividade desde 1999.

Hoje, somos considerados líderes mundiais no WCM. Em 2019, nossas fábricas em Hohhot, China e Lahore, Paquistão (a equipe da fábrica é mostrada acima, com seu prêmio de Fábrica do Ano Tetra Pak 2019) foram agraciadas com o mais alto nível dos prestigiados prêmios de Manutenção Produtiva Total (TPM) do Instituto Japonês de Manutenção de Plantas.

Esse prêmio de nível mundial é concedido a instalações que atingiram níveis de excelência em qualidade de produção, confiabilidade, eficiência e desempenho ambiental. É a primeira vez que é premiada com qualquer fábrica na China ou no Paquistão.

Esta é a terceira vez em cinco anos que nossas instalações recebem um prêmio de nível mundial, após o sucesso de nossa fábrica de Gornji Milanovac, Sérvia, e de Izmir, Turquia, em 2015 e 2017, respectivamente. Apenas 24 instalações no mundo alcançaram o status de nível mundial: nossas instalações representam um sexto desse total. Das 30 fábricas de materiais de embalagem Tetra Pak atualmente em operação no mundo, 27 receberam um ou mais prêmios TPM.

Edifícios verdes

Além de nossos processos de produção, a qualidade de nossos edifícios faz uma diferença significativa para a sustentabilidade de nossas operações. Em todos os novos projetos e instalações importantes, sempre que possível, agora buscamos a certificação no nível Gold do LEED (Liderança em Energia e Design Ambiental), um dos principais padrões internacionais de certificação. Mesmo quando escolhemos um pequeno escritório, a sustentabilidade e a acreditação do edifício são um fator decisivo.

Quer saber mais?